Notícias

< VOLTAR 19/06/2017

BC aperfeiçoa seu índice de preços imobiliários e cria novo indicador, o MVG-R

O Banco Central passa a disponibilizar uma nova série do seu índice de preços imobiliários, o IVG-R . O indicador tem o objetivo de mensurar a tendência de longo prazo dos preços dos imóveis.

O Banco Central passa a disponibilizar uma nova série do seu índice de preços imobiliários, o IVG-R . O indicador tem o objetivo de mensurar a tendência de longo prazo dos preços dos imóveis. A nova série resulta de aperfeiçoamentos no cálculo do indicador, que é apurado desde 2013 com base nas garantias recebidas pelos bancos em operações de financiamento imobiliário para pessoas físicas registradas no Sistema de Informações de Crédito (SCR).

 

Promoveu-se uma melhora na qualidade dos dados usados no cálculo do indicador, uma ampliação da quantidade de operações consideradas e a inclusão de mais duas regiões metropolitanas no cálculo do IVG-R, Vitória e Campo Grande. A incorporação destas duas regiões teve como objetivo abarcar as mesmas regiões usadas no cálculo do IPCA. Com as mudanças, o Banco Central busca também eliminar o viés observado no índice devido à maior incidência de operações imobiliárias de baixo valor. Os aperfeiçoamentos sensibilizarão a série temporal do indicador a partir de janeiro de 2014.

 

O BC também passa a publicar um novo indicador de preços imobiliários, a Mediana dos Valores de Garantia de Imóveis Residenciais Financiados (MVG-R), que é baseado na mediana de todas as garantias registradas no SCR. O MVG-R possibilita o cálculo de novos indicadores, como preços dos imóveis comparados a métricas de renda, uma vez que traz os valores em Reais diferentemente do IVG-R, que é apresentado em número índice. Outra mudança em relação ao IVG-R é que não existe divisão por regiões geográficas, sendo considerados todos os municípios brasileiros onde houve financiamento imobiliário. A série temporal do MVG-R inicia-se em março de 2004.

 

Adaptado de Banco Central.